Coberturas

#MISSISSIPI DELTA BLUES FESTIVAL-SHACK EDITION

 

O Mississipi Delta Blues Festival vem se consolidando cada vez mais como um dos maiores eventos do segmento, na América Latina. O #MDBF “abriu os trabalhos” na quinta, dia 22/11 e recebeu músicos de peso, tanto do cenário internacional, quanto nacional, assim com vem fazendo nas edições anteriores, investiu pesado em grandes nomes do blues como: Ian Siegal, Bill “How ‘N’ Madd Perry, Aki Kumar, J.J Thames, Shy Perry, Bob Stroger, Jess Condado, dentre outros de renome internacional. Os artistas e as bandas nacionais não ficaram para trás, pois fizeram jus ao blues feito por aqui!

Confiram as atrações nacionais que se apresentaram no evento: Fred Sunwalk & The Dogs Brothers, The Headcutters, Fabricio Beck e Bando Alabama, André Casquilho & Blues Groovers, Enzo Viero, Ricardo Biga, Zé Pretim, dentre outros. Foi lindo de se ver, foi lindo de se ouvir!

Para quem ainda não teve a oportunidade de ir no Mississipi Delta Blues Festival, desde que nasceu o evento ocorre na antiga estação ferroviária de Caxias do Sul, esse ano contou com seis palcos, com destaque especial para o Front Porch Stage, que foi homenageado esse ano com o tema “Shack Edition” em português “edição da casinha”. É um dos palcos mais simbólicos do festival por lembrar as tradicionais construções rurais do Sul dos Estados Unidos e foi alvo de polêmica, por continuar instalado permanentemente mesmo após o fim do evento. No intuito de manter a construção do Front Porch, ano passado foi realizado um abaixo-assinado para protegê-lo, ainda bem que deu certo! Vida longa a “casinha”!

Para comportar tantos shows, mais de 60 muitos tiveram que ocorrer simultaneamente. Difícil é escolher para qual palco ir, uma vez que o  #MDBF 11th contou com de artistas e bandas excelentes, verdadeiros ícones do blues, com shows de arrepiar a alma.

E, por falar em arrepiar a alma, a cantora, compositora e pianista Sharo, “Shy Perry”, abrilhantou o palco Magnolia Stage (dedicado às vozes femininas) levando à plateia a “loucura” com sua voz aveludada e as belíssimas notas tiradas de seu piano. Foi a primeira vez da artista no Brasil, que veio acompanhada de seu pai, músico e maior incentivador Bill “How ‘N’ Madd Perry, esperamos que seja a primeira de muitas.

 

O Festival está foi sensacional, vida longa!

Play the blues…

Texto e foto Carina Gertz

Programa Rockarina